Dicas de alimentação e suplementação durante o Inverno

Uma alimentação saudável não deve ser feita apenas por praticantes de atividades físicas. Todos devemos seguir uma dieta de acordo com o objetivo, independente da época do ano. Como não devemos deixar os bons hábitos de lado no frio que se aproxima, aqui estão algumas dicas de alimentação e suplementação durante o inverno.

alimentação e suplementação durante o invernoNo inverno, o organismo está sujeito a alterações fisiológicas, afinal ele sente uma maior necessidade energética, visto que a gordura corporal é utilizada para manter a temperatura corporal por volta dos 36 a 37ºC e também fornecer energia para ele se manter ativo.

Sem dúvida, é nessa época do ano que o metabolismo corporal fica acelerado para manter o corpo aquecido, que sentimos mais fome e acabamos ingerindo uma maior quantidade de calorias diárias. Mas de que adianta o metabolismo acelerado se vamos comer mais? E isso acontece sim!

Um filminho pede pipoca para acompanhar. Quando a noite está fria, nada melhor que um chocolate quente… e assim vai. E onde ficam os exercícios físicos? Em grande parte dos casos, eles ficam guardados junto com o calção e a regata que uma pessoa usava no verão para se exercitar.

A falta de exercícios físicos resulta em um maior acúmulo de gordura corporal, principalmente no inverno, época que comemos mais. Outro fator importante é o psicológico. Já foi constatado que no inverno algumas pessoas têm tendência a se sentirem deprimidas, em função da diminuição na produção de serotonina, o neurotransmissor que promove a sensação de bem-estar. Por consequência, as pessoas acabam se entregando aos prazeres culinários, provocando o acúmulo de gordura localizada. É necessário ter consciência de que a dieta deve permanecer nos dias frios.

Grande parte das pessoas não sabe que a melhor época para perder peso é no inverno, já que o organismo está a mil. Com o metabolismo acelerado, aproveite para intensificar os exercícios e começar o projeto verão.

ALIMENTAÇÃO EM DIAS FRIOS

O consumo de produtos calóricos e gordurosos como chocolate, cremes, fondues, tortas, doces e bebidas alcoólicas fica mais atrativo no inverno, por isso precisamos tomar cuidado e fugir deles. O ideal seria evitar o consumo em excesso desses alimentos.

Nessa fase é importante fazer lanches intermediários para evitar o excesso de fome antes das refeições principais. Preparações quentes como caldos e sopas de legumes, chás, frutas assadas e legumes cozidos podem ser consumidas, pois aliviam a fome e aquecem o corpo.

Outra dica muito importante é realizar as três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar), dois lanches intermediários e um lanche antes de dormir, em horários predeterminados. O ideal é não pular refeições. Um dos piores hábitos alimentares é se alimentar em frente à TV, pois perdemos a noção da quantidade que estamos comendo e acabamos ingerindo muito mais alimentos do que deveríamos.

Conheça agora os alimentos mais indicados para a época fria do ano:

– Frutas: Ricas em vitaminas, elas são antioxidantes. Também contém uma grande quantidade de fibras, fazendo com que o corpo se sinta satisfeito por mais tempo. Também estão inclusas nesse item as frutas secas, como damasco e ameixa.

– Sopas: Faça sua sopa em casa, nada de comprar aquele sachê pronto que basta misturar água, afinal são calóricos e contém muito sódio. Escolha os ingredientes, como legumes, verduras e temperos naturais. Você também pode acrescentar batata, massa ou arroz, mas com moderação.

– Chocolate Quente: Você ainda pode consumir um chocolate quente de vez em quando, mas faça com leite desnatado e achocolatado light e não abuse.

– Massas: Substitua as massas com molho branco ou creme de leite por um molho tradicional de tomate. Ele é menos calórico e contém menos gorduras.

– Fibras: O consumo de fibras traz saciedade, importante nesses meses que sentimos mais fome. Invista em granola, nozes, frutas e castanhas.

– Carnes: Carnes, peixes e aves são atraentes e podem ser feitos de maneira mais saudável, com pouca gordura.

– Saladas: E se você estiver pensando em se livrar da salada porque está frio, esqueça. Saladas mornas onde as hortaliças são regadas com o tempero quente, são uma ótima opção.

 – Hidratação: Não se esqueça de hidratar o corpo. Apesar de suar menos no inverno, o organismo necessita ser hidratado durante o dia, ainda mais se for feita alguma atividade física. A hidratação é de extrema importância neste período, apesar da maioria das pessoas não sentirem tanta sede como em épocas mais quentes.

SUPLEMENTAÇÃO NÃO PODE FICAR DE FORA

Existem alguns suplementos que são indicados na época fria do ano. Você sabe quais são?Suplementação-no-inverno

Whey Protein: A proteína do soro do leite é ideal para produzir anticorpos, evitando algumas doenças características de dias frios, como resfriados. Ela também aumenta a sensação de saciedade. Claro que, com o auxílio dos exercícios físicos, a proteína auxilia no emagrecimento e no ganho de massa muscular.

Colágeno: É no inverno que a pele tem tendência a ficar seca. Com o consumo adequado de colágeno, a pele fica mais bonita e viçosa, além de fortalecer unhas e cabelos.

Multivitamínicos: As vitaminas e minerais são necessárias para o bom funcionamento do organismo. O consumo regular de multivitamínicos evita resfriados e outras doenças que são adquiridas em dias mais frios, mas eles não substituem o consumo de frutas, verduras e vegetais.

Chá Verde: Ele neutraliza substâncias que promovem o cansaço e o estresse. Também proporciona efeito estimulante, diurético e é antioxidante. Existem opções em cápsulas ou pó. A vantagem do pó é que pode ser consumido com água quente, ideal para aquecer o corpo.

 Atenção: consulte seu médico ou Nutricionista para verificar a necessidade de suplementar e a dosagem adequada a ser utilizada.

ATIVIDADES FÍSICAS INDEPENDENTE DE TEMPERATURA

Para quem não consegue continuar se exercitando com a mesma intensidade do verão, a dica é continuar malhando pelo menos três vezes por semana, durante trinta minutos, no mínimo. As atividades físicas podem proporcionar uma sensação maior de prazer, pois ativam o organismo e não deixam ele ficar um período muito longo em OFF.

Simples atividades como caminhadas, corrida ou ciclismo são ótimas opções para evitar o sedentarismo e o acúmulo de gordura corporal. Outro ponto é se exercitar ao ar livre. Além de fazer bem à saúde, você precisa de Vitamina D, fornecida através do sol, para manter os teores de cálcio em dia e evitar a osteoporose.

Segue a dica dos profissionais de Educação Física Tiago Luiz Echer (CREF: 017586-G/RS) e Gabriela Borsoi (CREF: 017573- G/RS):

“Quanto à prática de atividade física em baixas temperaturas fica evidenciado nas pesquisas existentes que o rendimento cai, tanto para exercícios de resistência, quanto para exercícios de força muscular. No entanto, tomando as devidas precauções como realizar um bom aquecimento, usar roupas adequadas para o frio, proteger-se do vento, podem garantir que a prática de exercícios físicos continue, mantendo você mais aquecido e saudável no inverno.” Saiba mais clicando aqui

alimentação e suplementação durante o invernoE então, conseguimos te convencer que a alimentação, a suplementação e as atividades físicas são importantes no inverno também? Esperamos que sim. Só desta forma é possível ter uma vida saudável, em todas as fases do ano.

Saia das cobertas e leve uma vida mais saudável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*