Magnésio: essencial no metabolismo energético e proteico

Os benefícios do magnésio para a nutrição são muitos. Alguns deles se dão através do seu papel na absorção de outros nutrientes e por ser um mineral importante em várias reações celulares, participando de quase todas as ações anabólicas e catabólicas.

Minerais como sódio, cálcio, potássio e fósforo, bem como outras vitaminas, são melhor absorvidos quando o corpo está bem suprido de magnésio.

Esse benefício pode ser atribuído à capacidade do magnésio de ativar diversas enzimas, substâncias necessárias para a quebra dos nutrientes durante a digestão. Dessa forma, a ingestão adequada de magnésio se torna uma preocupação latente dos nutricionistas pelo seu efeito benéfico em cadeia.

Cerca de 300 sistemas enzimáticos são dependentes da presença de magnésio.

O magnésio é um elemento químico essencial para o ser humano. Você vai encontrar magnésio no organismo e nos ossos. Além disso, seus íons desempenham papéis de importância na atividade de muitas coenzimas e em reações que dependem da energia, ATP.

O magnésio é um elemento essencial, que desempenha papel fundamental nas atividades enzimáticas e vai atuar dentro do metabolismo energético e proteico, reações bioquímicas como glicólise e síntese de adenosina trifosfato.

Atua, ainda, na estabilidade da membrana neuromuscular e cardiovascular e como regulador fisiológico da função hormonal e imunológica.

Difícil, né? Basicamente ele participa de várias reações do corpo envolvendo os alimentos que você consome e suas transformações, até o momento de serem utilizados pelo corpo.

Evidências apontam que o magnésio tem papel-chave na imunidade, que significa não ficar doente, agindo tanto na resposta imune inata quanto na adquirida, o que beneficia o seu dia a dia, pois estar saudável é algo fundamental para a produtividade.

Uma outra função do magnésio é que auxilia na prevenção ao diabetes; ele regula a reação da insulina aos níveis de açúcar no sangue, colaborando para manter esses níveis sob controle e razoavelmente constantes. Além disso, o magnésio torna as células mais sensíveis à insulina, que promove a entrada de glicose na célula no metabolismo dos carboidratos, de modo que esse aspecto do metabolismo é fortemente beneficiado. Por esse motivo, o magnésio é extremamente indicado para a prevenção e tratamento da doença.

Na deficiência do magnésio você poderá ter prejuízos na função imune celular, além de sintomas como agitação, anemia, anorexia, ansiedade, mãos e pés gelados, perturbação da pressão sanguínea (tanto com hipertensão como hipotensão), insonia, irritabilidade, náuseas, fraqueza e tremores musculares, nervosismo, desorientação, enxaquecas, perda de rendimento, alucinações, cálculos renais e taquicardia.

TREINOS INTENSOS PODEM LEVAR À DIMINUIÇÃO DE MAGNÉSIO

Os atletas, de alto rendimento, quando estão em treinamentos extensivos, são um grupo populacional com tendência a apresentar perdas elevadas de magnésio pela urina e pelo suor e, nesses casos, sua alimentação deve ser bem orientada ou deve haver uma suplementação adequada, evitando a suscetibilidade a lesões e perda de desempenho.
A quantidade diária necessária e recomendada varia entre 250 e 450 mg, quantidade que pode ser obtida através de alimentos ou via suplementação. O magnésio está presente em vários alimentos, principalmente nas folhas verdes das hortaliças, nas sementes, nozes, leguminosas e cereais integrais que devem estar inseridos no seu cardápio diário em quantidades adequadas.

Consulte seu nutricionista e veja as dosagens ideais para você.

Por
Elissa Amaral
Nutricionista CRN1 8397
Nutricionista Especialista Unifesp
Master Coach – Practioner PNL
Instagran: elissanutricionista
elissa.dietas@gmail.com
Consultora Científica Atlhetica Nutrition

ONDE COMPRAR MAGNÉSIO?

Loja online com entrega em todo Brasil >> https://www.biopoint.com.br/suplementos-alimentares/vitaminas-e-minerais/magnesio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*