Termogênicos que podem auxiliar no equilíbrio metabólico

Ao iniciar o atendimento ao paciente, o nutricionista pode identificar alguns fatores pró inflamatórios, oxidantes e que estão contribuindo para a retenção líquida e sensação de cansaço extrema. Além de promover a mudança deste quadro com a dieta, pode-se também utilizar alguns compostos que favoreçam esse processo.

Com os novos estudos da nutrigenômica, relacionando nutrientes e suas capacidades em interferirem na expressão de alguns de nossos genes e produção de proteínas, chás, ervas, especiarias e outros nutrientes ganharam mais atenção. Sendo assim muitos estudos vêm mostrando essas capacidades com as catequinas do chá verde, pimenta vermelha (capsaicina), gengibre, citrus aurantium(laranja amarga), entre outros, em promoverem efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios, inibindo a expressão de genes causadores da inflamação e reduzindo os radicais livres.

A combinação de chá verde, capsaicina, gengibre e laranja amarga, promove termogênese(sem aumentar a frequência cardíaca e ansiedade ou atrapalhar o sono, um dos efeitos indesejáveis de grandes doses de cafeína), estimula os adipócitos (células de gordura) a disponibilizarem uma maior quantidade de gordura na corrente sanguínea, induzindo maior queima para aqueles que praticam atividade física, e auxilia na redução da inflamação generalizada e no equilíbrio metabólico pelas suas propriedades antioxidantes. Além dos efeitos na queima de gordura, esses compostos também são relacionados na melhora do perfil lipídico sanguíneo (colesterol e triglicerídeos), sensibilidade à insulina e controle da glicemia, onde o cromo também é essencial, contribuindo no tratamento da obesidade, diabetes e aumento ou manutenção do metabolismo para pacientes em processo de perda de peso.

Estudos mostram também outros compostos como fucoxantina (rica em carotenoides), naringina (rica em flavonoides), ácido alfa lipóico e coenzima Q10 atuando nas UCPs, proteínas desacopladoras de membranas das mitocôndrias e na regeneração e produção de novas destas organelas, que são responsáveis pela geração de energia dentro das células e principalmente utilizando gordura para esse processo. Por isso, sempre nos preocupamos com a saúde e funcionalidade das mitocôndrias e como mantê-las em grande número. O fator crucial para isso é o exercício físico, periodizado e individualizado, que mostrará ao nosso organismo que ele precisa “desenferruja-las” e produzi-las em maior escala.

dry hd atlhetica termogenico

Poderíamos citar também a suplementação de ômega 3 e um mix de lactobacilos, que auxiliaria a combinação desses nutrientes na melhora dos processos inflamatórios e saúde intestinal.

Claro que todos esses suplementos fazem parte da conduta nutricional individualizada de acordo com a rotina de vida e principalmente potencializando os efeitos da atividade física, favorecendo a adesão das orientações propostas e não necessariamente precisam ser utilizados de antemão ou em primeira consulta. A mudança de hábitos e a promoção de saúde deve ser um processo longo, construído pelo paciente juntamente com a equipe multidisciplinar, para que seja sólido, eficiente, prazeroso e para sempre.

Por
Hugo Comparotto
Nutricionista – CRN 3-32289
Nutrição e Metabolismo pela FMRP – USP
Especialista em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Gama Filho
Especialista em Nutrição Esportiva Funcional – Instituto Valeria Paschoal
Pós Graduando em Fitoterapia – Famatec 
Curso de aprimoramento em Fisiologia do Exercício – Universidade Politécnica de Madrid – INEF – Espanha
Consultor Científico Atlhetica Nutrition
www.atlheticanutrition.com.br
www.nutricionistahugo.com.br

BIBLIOGRAFIA:

• Diepvens K, Westerterp KR, Plantenga WMS. Obesity and thermogenesis related to the consumption of caffeine, ephedrine,capsaicin, and green tea. American Journal of Physiology. 2007
• Stohs SJ, Preuss HG, Keith SC, Keith PL, Miller H, Kaats GR. Effects of p-Synephrine alone and in Combination with Selected Bioflavonoids on Resting Metabolism, Blood Pressure, Heart Rate and Self-Reported Mood Changes. International Journal of Medical Sciences. 2011
• Preuss HG1, DiFerdinando D, Bagchi M, Bagchi D. Citrus aurantium as a thermogenic, weight-reduction replacement for ephedra: an overview. Am J Clin Nutr. 2013
• Cases J1, Romain C, Dallas C, Gerbi A, Rouanet JM. A 12-week randomized double-blind parallel pilot trial of Sinetrol XPur on body weight, abdominal fat, waist circumference, and muscle metabolism in overweight men. Int J Food Sci Nutr. 2015
• Prasad S & Tyagi AK. Ginger and Its Constituents: Role in Prevention and Treatment of Gastrointestinal Cancer. Gastroenterology Research and Practice. 2015
• Hursel R1, Westerterp-Plantenga MS. Catechin- and caffeine-rich teas for control of body weight in humans. Phytother Res. 2016
• Stohs SJ1, Badmaev V2. A Review of Natural Stimulant and Non-stimulant Thermogenic Agents. Phytotherapy Research, 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*